Skip to content
highlights

Blogue ATS | From Fixing to Healing: A Traditional Medicine approach to Climate Change

No último post do Blogue ATS, intitulado From Fixing to Healing: A Traditional Medicine approach to Climate Change“,  Fronika de Wit (ICS-ULisboa) partilha reflexões da sua investigação acerca da Governança Climática Policêntrica na Amazônia. Neste post a não perder, a autora reflete acerca do seu trabalho de campo e a tensão entre “políticas modernas e ontológicas”.

“The Anthropocene’s focus on human agency and human capacity to “fix the climate” are very Western conceptualizations, and, as pointed out by the French philosopher Bruno Latour, in need of a shift towards forms of non-human agency. Examples like the organization of the first Traditional Medicine Convention and the Shipibo’s ontological struggle towards autonomy and self-governance are a first step towards this shift. A shift from fixing to healing, from universalist to pluriverse.”

 

Fronika de Wit fez a sua graduação em geografia humana e mestrado em estudos de desenvolvimento, ambos na Universidade de Utrecht, na Holanda. Ela viveu por seis anos na Amazônia Brasileira, onde trabalhou em projetos locais e internacionais socioambientais. Atualmente está no último ano do seu doutoramento em Alterações Climáticas (ICS-ULisboa) com uma investigação sobre Governança Climática Policêntrica na Amazônia, com estudos de caso no Brasil e Peru.