Skip to content
highlights

Blogue ATS | Precarious homes: gender, domestic space and film before and during the pandemic

No post desta semana do Blogue ATS, ‘Precarious homes: gender, domestic space and film before and during the pandemic‘, Anna Viola Sborgi (Universidade de Genoa) desenvolve uma reflexão acerca da crise da habitação e o agravamento de desigualdades sociais, e sublinha a relevância da representação cinematográfica destas realidades sociais.
Na sua análise, aborda três filmes independentes – ‘Rosie’ (2018), ‘No Place’ (2020) e ‘Herself’ (2020)- que diferem da abordagem cinematográfica convencional destes temas por não optarem pelo género documentário.
“With the pandemic blurring distinctions between spaces of labour, leisure and personal life, the home can become increasingly unstable, unsafe and unequal, in particular for women. […] As we are now at onset of a new recession, where gender, race and class inequalities have already emerged, the current crisis will inevitably impact both representation and the industry itself and therefore needs to be addressed by scholars of film and media.”
Anna Viola Sborgi é investigadora pós doutoral na Universidade de Genoa, onde desenvolve um estudo acerca das representações de prédios presidenciais altos e a crise habitacional na Grã Bretanha. Recentemente, publicou um capítulo no livro Cinema of Crisis (2020) e publicou um capítulo no livro ‘After Grenfell Violence, Resistance and Response’ (2019) acerca das representações do fogo que ocorreu em 2017 na Torre Residencial Grenfell, em Londres.