Skip to content

publications

Rotinas, reflexividade e mudança no consumo de energia associado ao uso dos media eletrónicos pelos adolescentes em tempo de escassez

2015

Esta investigação, cujo trabalho de campo decorreu entre Dezembro de 2014 e Abril de 2015, desenvolveu-se num contexto de crise económica. Os resultados deste projeto irão assim contribuir para o desenvolvimento do conhecimento sobre as práticas de consumo dos adolescentes em especial em contextos de escassez económica. Efetivamente, este contexto afigura-se especialmente interessante como objeto de estudo. Após duas décadas de rápida modernização e crescimento, a sociedade portuguesa confronta-se agora com acentuadas restrições económicas, políticas de austeridade duradoura e quebra nas aspirações sociais relativamente ao desenvolvimento e qualidade de vida. Neste contexto, a escassez económica é agravada por mudanças no setor energético, dada a tendência de aumento dos preços da eletricidade, gás e combustíveis num mercado liberalizado mas dominado por poucas empresas.

Apesar da relevância dos problemas relacionados com a produção e consumo de energia nas sociedades contemporâneas, as ciências sociais desvalorizaram durante muito tempo as questões energéticas (Horta et al., 2014). No entanto, diversos desafios societais, como a necessidade de redução das emissões de gases com efeito de estufa, a mitigação das alterações climáticas ou a elevada dependência externa de energias fósseis, têm colocado as questões energéticas no centro das agendas políticas internacionais, conduzindo à adoção de compromissos europeus no sentido da promoção da eficiência energética e de uma transição para economias menos baseadas no carbono. A necessidade de mais conhecimento sobre estas questões exige mais investigação em sociologia (Spreng et al., 2012). Neste sentido, esta investigação teve como propósito contribuir para preencher lacunas no conhecimento a respeito dos desafios associados ao consumo de energia ao nível das famílias, em particular num contexto social de escassez e mudança como este em que Portugal atualmente se encontra.

Esta investigação, designada “Electroteen: Rotinas, reflexividade e mudança no consumo de energia associado ao uso dos media eletrónicos pelos adolescentes em tempo de escassez”, foi igualmente financiada pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, sob o contrato EXPL/IVCSOC/2340/2013, no âmbito de um concurso para financiamento de projetos exploratórios em todas as áreas científicas. O projeto decorreu entre Abril de 2014 e Junho de 2015, tendo sido desenvolvido no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

Publication associated with Project Electroteen.